Portal do Governo Brasileiro
Claude Levasseur (Divulgação)
Após as duas últimas semanas de atividades com as equipes da Paraíba e Rio Grande do Norte, o canadense Claude Levasseur, do College Cegép de la Gaspésie et des Îles, fala sobre a  capacitação que vem ministrando para os gestores do Mulheres Mil e aponta avanços nos projetos.

As capacitações foram promovidas nos Institutos Federais de Educação dos dois Estados de 25 de maio e 5 de junho. Na capital paraibana, foi realizada a elaboração do programa por competência, com o objetivo de definir a matriz curricular adequada às necessidades profissionais da alunas.

MM - Que avanços o senhor percebeu nos projetos entre a sua primeira visita, em março deste ano, e esta de agora?

Claude Levasseur -
Fiquei muito impressionado, pois os docentes manifestam muita liderança e compromisso ao que está sendo feito, com responsabilidade e, sobretudo, engajamento. Eles estão evoluindo e têm a capacidade de realizar o projeto, possuem autonomia para isso. É importante é manter a relação estreita com as comunidades que precisam desta formação.

MM - Que especificidades devem ser seguidas para a elaboração de um curso por competências?

Claude Levasseur -
Encontrar os elementos que compõem as competências, os métodos de ensino e a avaliação adequada. É ensinar o saber fazer e procurar métodos que tenham, essencialmente, esse aspecto.  O fator mais importante é ter especialistas, e o equipamento necessário para que sejam desenvolvidas as atividades adequadamente.

MM: Quando será a próxima missão e quais os cursos?

Claude Levasseur –
Será em outubro e vamos continuar com a elaboração das competências. Faremos uma avaliação do que já foi feito e a escolha dos métodos de ensino, que são um aspecto importante para fecharmos.

Daniel Chaves – Assessoria de imprensa do IFPB
© Ministério da Educação. Todos os direitos reservados | Desenvolvimento: DTI - MEC - Governo Federal