Portal do Governo Brasileiro

Os institutos federais de educação, ciência e tecnologia já têm a excelência de escolas dos países desenvolvidos. A afirmação é do ministro da Educação, Fernando Haddad, feita nesta quarta-feira, 23, durante a sessão solene do Congresso Nacional em comemoração aos 100 anos da rede federal de educação profissional.

“Dada a qualidade do ensino, os institutos assumiram uma nova missão: a formação de professores nas licenciaturas de química, física, biologia e matemática. São destinados 20% de seus recursos para esse fim”, disse Haddad. O objetivo é que sejam formados 20 mil professores por ano nos institutos federais.

O ministro também citou a expansão da rede federal, que terá 214 novas escolas até o final de 2010, e a reforma no Sistema S (Sesi, Senai, Senac e Sesc) para oferecer mais cursos gratuitos como destaques do trabalho do governo nos últimos anos. “Temos olhado com zelo para a educação profissional. Além disso, a própria comunidade escolar tem mostrado seu estilo aguerrido, ao enfrentar as recentes mudanças”, ressaltou.

Na sessão solene também foi lançado o selo comemorativo do centenário da rede, que estará disponível em todas as agências dos correios até o final de 2009. O evento teve a presença de alunos do campus de Planaltina do Instituto Federal de Brasília, e apresentação do quinteto de sopro do Instituto Federal do Mato Grosso, regido pelo maestro Alberto Jorge Fialho.

Letícia Tancredi – Assessoria de imprensa do MEC

© Ministério da Educação. Todos os direitos reservados | Desenvolvimento: DTI - MEC - Governo Federal