Portal do Governo Brasileiro

Florianópolis (SC), 27/03/2012 - Nair Soares Ferreira, de 54 anos, é a primeira estudante do Mulheres Mil no país a conseguir aprovação para participar do colegiado do campus São Miguel do Oeste do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina. Até o dia 28 de março, Nair tomará posse como a nova representante discente do campus.

A função do colegiado, composto por representantes dos servidores docentes, dos servidores técnico-administrativos em educação e dos discentes, é assessorar a direção geral no aperfeiçoamento do processo educativo e zelar pela correta execução das políticas do campus.
Vendedora de produtos artesanais, Nair explica que sua história de vida permite que ela dê valor para a sua nova missão. “Como estudei só até a segunda série, passando a ser empregada doméstica para ajudar a minha família após os meus pais falecerem, sei a importância que os estudos têm na nossa vida”, afirma.

Mesmo com poucas oportunidades de qualificação profissional, Nair destaca que tem características importantes para ingressar no colegiado: ela se considera participativa, pró-ativa e se sente motivada para se envolver com as questões do campus. “Eu sempre dizia que ia incentivar mais os alunos a continuar se aprimorando nos estudos, principalmente nos cursos do instituto.”

Segundo a responsável pelo Programa Mulheres Mil no instituto de Santa Catarina, Silvana Maria Frigotto, a inserção de mulheres do Programa Mulheres Mil, como Nair, nos colegiados vai fortalecer a educação de jovens e adultos. “As mulheres em vulnerabilidade social merecem muita atenção; podendo estar em um serviço como o do colegiado, elas se sentem mais amparadas”, declara.

Entre as principais tarefas que um representante do colegiado do campus deverá realizar durante os dois anos de mandato estão: apreciação interna e encaminhamento ao Colegiado de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe) de projetos de novos cursos e alterações de cursos existentes, apreciação e aprovação do plano anual de trabalho do curso, apreciação da proposta de calendário letivo anual, apreciação da oferta anual de vagas do campus, apreciação dos dados orçamentários, definição sobre as prioridades do campus e sobre os recursos disponíveis.

Ao todo, há seis representantes, e cada segmento (aluno, professor, técnico-administrativo) é representado por duas pessoas. A outra aluna eleita para o cargo de representante discente foi Leticia Cadona, estudante do curso técnico concomitante em agroindústria.

Assessoria de Imprensa do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina 

© Ministério da Educação. Todos os direitos reservados | Desenvolvimento: DTI - MEC - Governo Federal