Portal do Governo Brasileiro

São Luís, 14/5/2012 — No Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão, além da qualificação profissional, as pessoas atendidas pelo programa Mulheres Mil no campus de Açailândia começam a acreditar na realização dos sonhos. Cerca de 50 alunas formam a turma do curso básico de qualificação profissional em alimentos, iniciado em janeiro. Muitas delas nunca tiveram experiência no mercado de trabalho e veem o Mulheres Mil como a oportunidade de iniciar a carreira profissional.

É o caso de Alda Teixeira. Aos 43 anos, quatro filhos e dois netos, ela pretende abrir um negócio com a filha mais velha. “Às vezes, aparecia a oportunidade de fazer comida para fora, mas eu acabava não atendendo porque não tinha qualificação”, revela Alda, que sempre foi dona de casa. “Agora, estou segura em relação a isso e posso trabalhar bem.”
Para Rosenilde Silva, colega de sala da dona Alda, o Mulheres Mil significa muitos aprendizados. “Nas aulas sobre saúde da mulher, sobre reaproveitamento de alimentos ou de textos, nós somos sempre incentivadas a acreditar que podemos realizar nossos sonhos”, explica. Além de conquistar espaço no mundo do trabalho, Rosenilde espera retomar os estudos, interrompidos no ensino fundamental.

Parceria — No início deste mês, as estudantes aprenderam a produzir pães, doces e salgados em curso ministrado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). Sequilhos, casadinhos e bolo-formigueiro foram produzidos no laboratório de alimentos do campus. “Fabricar esse tipo de alimento é uma atividade prazerosa porque as alunas podem usar a criatividade durante a produção”, diz Sônia Barros, instrutora do Senar. “Pães, doces e salgados são facilmente comercializáveis.”

Além do campus de Açailândia, o programa Mulheres Mil funciona em mais quatro unidades do Instituto Federal do Maranhão. Em chamada pública, foi aprovada a implantação do programa em outras sete.

Assessoria de imprensa do Instituto Federal do Maranhão

Palavras-chave: qualificação profissional, instituto federal, Mulheres Mil

© Ministério da Educação. Todos os direitos reservados | Desenvolvimento: DTI - MEC - Governo Federal