Portal do Governo Brasileiro

Florianópolis, 14/6/2012 — A história de vida de Lenir de Aguiar Rodrigues será mostrada em vídeo em evento paralelo à Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), que teve início na quarta-feira, 13, no Riocentro, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Atendida pelo programa Mulheres Mil do Ministério da Educação, Lenir faz curso profissionalizante no câmpus de Gaspar do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina.

O vídeo será exibido na exposição Portinari+Brasileir@s, na Arena Socioambiental do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), a ser aberta no sábado, 16, no Museu de Arte de Moderna, na Glória (Zona Sul). Lenir é moradora de Blumenau (SC), trabalha como servente em um centro de educação infantil do município vizinho de Gaspar e, à noite, tem aulas no campus, próximo à creche.

A rotina de Lenir, contada no vídeo, é acordar às 3h30, sair para o trabalho às 4h, começar a estudar às 18h30 e só terminar às 22h30. Ela só chega em casa à meia-noite. “Se me perguntam se eu gosto das aulas do Mulheres Mil, só posso dizer: ‘O que você acha?’ Saio de casa de madrugada, retorno à meia-noite e ainda continuo no programa!”, resume. Essa história de força de vontade, aliada ao fato de ela ter sido beneficiada por programas sociais do governo federal (Minha Casa, Minha Vida e Mulheres Mil), levou à seleção de Lenir para a gravação.

A Arena Socioambiental foi idealizada para permitir o diálogo com a sociedade civil durante a Rio+20 e apresentar ao mundo estratégias brasileiras bem-sucedidas de combate à pobreza e às desigualdades sociais no contexto do desenvolvimento sustentável. A arena também será palco de debates, exposições e atividades culturais. O acesso é livre.

O programa Mulheres Mil oferece formação profissional e tecnológica a mulheres de baixa renda para melhorar as condições de vida de suas famílias. As beneficiárias têm aulas baseadas no dia a dia (como português, matemática, saúde, meio ambiente, cidadania e direitos da mulher) e profissionalizantes, que variam de acordo com o curso oferecido. (Assessoria de imprensa do Instituto Federal de Santa Catarina)

Palavras-chave: arena socioambiental, formação profissional, Mulheres Mil

© Ministério da Educação. Todos os direitos reservados | Desenvolvimento: DTI - MEC - Governo Federal