Portal do Governo Brasileiro

Hilda Maria Maia

Separada há mais de um ano, Hilda Maria Maia (29) é moradora do bairro Pirambu, em Fortaleza – CE e está participando do Mulheres Mil. Tem uma filha e  mora com a ex-sogra. Sua expectativa é se qualificar profissionalmente e conseguir um emprego. Para Hilda, o estudo pode ser instrumento para conquista da independência.

MM - Como está sendo a experiência de voltar à sala de aula?

Hilda - Eu nem pensava em voltar a estudar, mas apareceu essa oportunidade e voltei. Está sendo maravilhoso conhecer pessoas novas e adquirir novos conhecimentos. Antes, só ficava em casa, assistindo à televisão e cuidando da casa. O curso é uma oportunidade de vivenciar novas experiências.

MM - Como está sendo esse início de curso?

Hilda - Apesar de ainda estar muito no começo, já estou bem ambientada e motivada. Ainda estou me readaptando à rotina de estudo e às pessoas novas que conheci estão me ajudando nesse processo.

Por enquanto, estamos somente nas aulas teóricas, que são cansativas, mas, quando vier a prática, espero aprender muito, sobretudo na área de culinária. 

MM - Quais as suas expectativas para o futuro?

Hilda - Espero conseguir terminar meu curso, qualificar-me e garantir uma vaga no mercado de trabalho. Não sou muito boa na cozinha, apesar de gostar muito. Por isso, quero me especializar, aprender a fazer comidas gostosas e, com isso, ter uma profissão digna. 

MM - Que mensagem você deixaria para as mulheres que pretendem participar do programa?

Hilda - Quero dizer para minhas amigas que procurem essa oportunidade, que é muito boa e interessante. Estou tendo a oportunidade de vivenciar tudo isso e posso constatar que realmente é algo bastante gratificante e atraente. O estudo é, sem dúvida, o meio para conseguirmos nossa independência.

Rafael Oliveira – Assessoria de imprensa do IFCE

© Ministério da Educação. Todos os direitos reservados | Desenvolvimento: DTI - MEC - Governo Federal