Portal do Governo Brasileiro

Canadá e Brasil debatem parcerias (Crédito: Jerônimo Albuquerque)

Com longa experiência na oferta de educação profissional para populações desfavorecidas, representantes de instituições canadenses visitam o Mulheres Mil de Alagoas e apontam possibilidades de cooperação.

Durante reunião com o diretor-geral do Centro Federal de Educação Profissional e Tecnológica, Roland Gonçalves, os professores dos colleges Red River e Cegep regional de Lanaudiére, debateram a importância e possibilidades de estabelecerem parcerias para contribuir com a implementação do projeto no Estado, bem como promover o intercâmbio de experiência entre alunos e professores dos demais cursos ofertados pelos Cefet.

Marti Ford, reitora do Red River College, relatou que as comunidades indígenas e os novos imigrantes são o público-alvo da instituição. “Desempenhamos o papel de incentivá-los a voltar para sala de aula, ofertando possibilidades de acesso à educação profissional, começando pelo ensino fundamental”, explica Marti Ford. Uma das metodologias que está sendo repassada pelo Canadá às instituições brasileiras é a Avaliação e Reconhecimento da Aprendizagem Prévia (Arap), a qual possibilita a qualificação e certificação dos conhecimentos adquiridos no decorrer da vida.

Já a professora Marie-Corole Mckenzie, da diretoria internacional do Cegep, na cidade de Juliete, em Quebec, informou que a instituição dispõe de 21 programas, a maioria na área de tecnologia. “Ofertamos profissionalização na área de tecnologia de alimentos, na qual nossos alunos aprendem a produzir queijo, leite, pão e chocolate”, exemplificou. Relatando os resultados do acesso à educação aos aborígines, ela destacou que muitos já possuem doutorado.

Visita à comunidade

Uma das atividades programadas durante a missão técnica foi a visita à comunidade da Vila Santa Ângela, no município de Marechal Deodoro, que será beneficiada pelo Mulheres Mil. Na localidade, eles conversaram com os moradores sobre programa e a perspectiva de mudança que a educação pode trazer para a vida deles.

Encantada com a receptividade e a alegria dos moradores, Marti Ford destacou a força transmitida pelas pessoas. “São pessoas carentes, com muitos problemas, mas que estão preparadas para lidar com a dificuldade de forma feliz”, ressaltou.

Participaram da missão técnica em Alagoas, nos dias 1º e 2 de dezembro, Miguel Lozupone, Marti Ford e John Reiners, do Red River College e Marie-Carole Mckenzie, do Cegep Regional de Lanaudiére, e Edmar Almeida de Moraes, representante da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (Setec/MEC).

Gerônimo Vicente – Assessoria de imprensa do Cefet-Alagoas

© Ministério da Educação. Todos os direitos reservados | Desenvolvimento: DTI - MEC - Governo Federal