Portal do Governo Brasileiro

Sergio França conhece realidade das mulheres (Crédito: Jerônimo Albuquerque)

O integrante do Comitê Executivo brasileiro do Mulheres Mil, Sérgio França, visitou em maio (dia 8), os locais que serão beneficiados com o projeto em Alagoas. Doce Sabor de Ser, nome do programa no estado, capacitará na área de gastronomia 80 mulheres da comunidade Vila Sata Ângela e 30 da de Pedras, ambas localizadas em Marechal Deodoro.

Na Vila Santa Ângela, situada às margens da rodovia AL- 101 Sul, França conversou com algumas das que serão beneficiadas pelo programa. Na área, tem mais de 200 residências, construídas com taipa ou madeira.Não há saneamento básico, posto de saúde, e a escola fica a 2 km. Outro problema é que as casas ficam a dois metros abaixo do nível da rodovia. Por isso, constantemente acontecem atropelamentos e alguns carros desabam sobre as casas, de acordo com relato da líder comunitária Jaqueline da Silva. Para ela, a ação é de extrema importância. ”Vivemos aqui de faxina, de atividades nos restaurantes, venda de cocada ou então vamos pegar caranguejos no mangue para garantir a sobrevivência. Quero ir para a sala de aula aprender a ler e escrever”, ressaltou. Em Pedras, a maioria das pessoas vive da pesca e também enfrenta dificuldades para garantir o sustento. Além da profissionalização, elas terão elevação de escolaridade, pois grande parte não tem o ensino fundamental completo.

No Brasil, serão beneficiadas pelo programa mil mulheres de 13 estados das regiões Norte e Nordeste. França destacou que o papel do Cefets é promover a profissionalização e articular parcerias. “Temos a responsabilidade social de mudar a realidade dessas comunidades, por isso precisamos de parceiros para assegurar o acesso à educação e a geração de renda”, pontua. Ele explica que a meta é que, a partir de 2010, o projeto seja implementado em todo o País. Também participaram da visita o diretor de Relações Empresariais e Comunitárias do Cefet-AL, Dácio Camerino, e a gerente do projeto no estado, Magda Zanotto.

Capacitações - As aulas em Alagoas serão ministradas na Unidade Descentralizada do Centro Federal de Educação Profissional e Tecnológica (Cefet –AL) em Marechal Deodoro. Além da qualificação, o Mulheres Mil prevê a organização de alternativas solidárias para possibilitar a geração de trabalho e renda. “É justamente para mulheres que vivem nessas condições que vamos atuar, porque o objetivo não é só garantir a educação, mas também qualidade de vida”, explicou França.

© Ministério da Educação. Todos os direitos reservados | Desenvolvimento: DTI - MEC - Governo Federal