Portal do Governo Brasileiro

Através do professor de educação física do Instituto Federal Tecnologia da Bahia (IFBA), José Luiz, o Mulheres Mil virou música. Lecionando há 10 anos na instituição e dono de um histórico de composições e poesias que abordam temas de caráter social, ele incluiu o projeto em seu repertório.  

José Luiz diz que seu interesse pelo Mulheres Mil surgiu quando soube da existência do projeto, através de Regina Lovatti, responsável por sua coordenação em Salvador. “Na volta do Fórum Mundial de Educação Profissional e Tecnológica, no ano passado, Regina me falou sobre o Mulheres Mil e pediu para que eu lhe escrevesse uma música. Ao saber do que se tratava, fiz sem grandes dificuldades”, relata.

Ao ser questionado sobre a inspiração para a composição, ele conta que, em suas obras, o emocional costuma falar mais alto: “Fiz com o coração. Não costumo fazer coisas que não me movem. Preciso estar envolvido emocionalmente. Dessa maneira, a música sai muito fácil”.

O professor do IFBA já apresentou a composição duas vezes: em uma aula do projeto, acompanhado por um violonista, e na cerimônia de encerramento da última turma – que formou, em 14 de janeiro, 25 mulheres no curso de Cuidador Domiciliar. Ele revela que, nas próximas semanas, a música deve estar gravada.

José Luiz não encerra a conversa sem destacar a importância do Mulheres Mil: “Um projeto dessa natureza é fundamental porque permite que essas mulheres caminhem por conta própria. Elas passam a ter a possibilidade de se inserir no mercado de trabalho e de garantir a própria renda”, destaca.

Conheça a música


Mulheres mil
José Luiz

Mulheres Mil (bis)
Tá fazendo a cabeça do meu Brasil

São amarelas, índias, brancas, negras, mestiças
Lutando para que nosso país seja melhor
Que um dia até perderam a esperança
Mas querem autoestima lá em cima das suas crianças  

Se unem pra discutir seus problemas
Na vida delas cada conquista é uma luta
Deveres já têm demais e querem direitos
E da nossa sociedade exigem respeito  

São domésticas, donas de casa e desempregadas
Que na luta solitária foram vencidas
E tomaram consciência que o caminho é a união
É com justiça que vamos reconstruir a nossa nação.



Felipe Dieder –Assessoria de imprensa do IFBA

© Ministério da Educação. Todos os direitos reservados | Desenvolvimento: DTI - MEC - Governo Federal