Portal do Governo Brasileiro

O Instituto Federal de Educação da Bahia (IFBA) pretende inaugurar o Centro de Acolhimento em junho. Localizado no campus Salvador, o espaço é uma proposta do Mulheres Mil e tem como meta se constituir em referência para a inclusão social das comunidades desfavorecidas na instituição.  

Entre as atividades que serão desenvolvidas estão palestras sobre temas transversais, tais como qualidade de vida, saúde, meio ambiente, inclusão digital, além da oferta de acompanhamento psicopedagógico e social. A proposta é estimular os participantes a descobrirem e desenvolver suas potencialidades, a fim de promover o crescimento pessoal, educacional e profissional de forma contínua.

Para ingressar no Centro de Acolhimento, o interessado deve passar por algumas etapas. No contato inicial, ocorrerá a recepção. Na segunda etapa, será realizada uma entrevista informal, coleta de dados pessoais e socioeconômicos, um breve relato do histórico pessoal e sugestão de encaminhamento. Na terceira fase, a pessoa será encaminhada para uma atividade sugerida pelos profissionais. Na última etapa, será realizada a construção do itinerário formativo individual que terá como resultado a inserção no processo educacional.  

Regina Lovatti, coordenadora do Mulheres Mil no Estado, destaca que o centro será um espaço aberto para um público que anteriormente não tinha acesso ao instituto. “O Centro deve prestar atendimento à comunidade como um todo e dar o que eles precisam e desejam, ou seja, a oportunidade para que as pessoas retornem o desenvolvimento social, educacional e profissional”, explica Regina. 

Dayanne Pereira – Assessoria de imprensa do IFBA

© Ministério da Educação. Todos os direitos reservados | Desenvolvimento: DTI - MEC - Governo Federal