Portal do Governo Brasileiro

Mulheres relatam benefícios do projeto (Crédito: Nancy dos Anjos)

Responsabilidade e estrutura sólida foram as avaliações de Sylvain Benoit, do College Mont’Morency, sobre o andamento do Transformação, Cidadania e Renda, Mulheres Mil de Manaus. Durante a visita técnica, nos dias 3 e 4 de dezembro, a equipe responsável pela execução do projeto e o docente discutiram sobre o sistema de acesso e permanência e as possibilidades de parcerias.

A programação incluiu também entrevistas com as alunas e visita à comunidade onde elas residem. Em Manaus, a capacitação é na área de turismo e está beneficiando as mulheres que viviam nos igarapés, casas de madeira construída em cima de rios e lagoas. As famílias foram transferidas pelo governo do Estado para outro local. Segundo a gestora do projeto no Estado, Nancy dos Anjos, a parceria com o Mont’Morency, que também oferta curso na mesma área, contribuirá para potencializar ação no Estado.

Durante o bate-papo, as alunas relataram que a participação no projeto promoveu mudanças de hábito e aumentou a auto-estima. Outra questão pontuada foi o despertar para a importância da educação. Elas relataram que agora seus filhos terão uma educação melhor, visto que, com a capacitação, elas cresceram intelectualmente e têm uma outra visão da vida e de cidadania.

A troca de experiência entre as college do Canadá e o Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet) do Amazonas, responsável pela execução do projeto no Estado, será feita através de fóruns virtuais.

Repercussões do Mulheres Mil

No próximo dia 18, será o ultimo dia de aulas da primeira turma beneficiada com a ação. O depoimento de Josilane Mendes da Costa, durante o bate-papo com o representante do Canadá, mostrou os impactos do programa na vida dessas cidadãs. Com 29 anos, mãe de quatro filhos, ela relatou que a participação no projeto foi fundamental para sua mudança de atitude na vida e para criar coragem de continuar seus estudos. Agora, ela orgulha-se de ser uma pré-universitária. Ela prestou vestibular Universidade Metropolitana de Manaus e foi classificada para fazer o curso de radiologia.

Além de estimular a continuidade dos estudos, o projeto oportunizou que as alunas tivessem contato com o mercado de trabalho. Elas fizeram estágios em hotéis de Manaus e puderam conhecer a rotina de trabalho de uma camareira. De acordo com Nancy dos Anjos, há possibilidades contratação. “Estamos planejando entregar os certificados no início de fevereiro, mas aquelas que já estiverem com algum trabalho em vista receberão antecipadamente”, comemora Nancy.

Nancy dos Anjos – Assessoria de imprensa do Cefet-Amazonas

© Ministério da Educação. Todos os direitos reservados | Desenvolvimento: DTI - MEC - Governo Federal